sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Brincadeira de família que virou realidade


Homem de grandes paixões, manezinho da ilha de Santa Catarina, militar, músico, esportista, apaixonado pelo carnaval são algumas das características de Altamiro José dos Anjos, o “Dascuia”, patrono do bloco carnavalesco que leva o mesmo nome.

A história começa com Altamiro José dos Anjos ainda jovem quando precisava ajudar  nas despesas da casa. 

Certo dia sofreu um acidente que resultou em um ferimento com marcas na cabeça, afundando o crânio e o deixando em formato de uma cuia.
Os amigos quando o viram depois de recuperado do acidente, comentaram que Altamiro havia quebrado a cuia, o apelido pegou, “olha o Dascuia aí gente”.

Altamiro homem de família grande, morador do Morro do Céu, no dia 22 de fevereiro de 2004 reuniu os amigos para fazer um bloco de sujo vestidos de mulher, que foi batizado com o nome “As Bonecas do DADA”. Desfilavam sempre em torno da Praça XV. O bloco era formado só de homens.  As namoradas e esposas resolveram participar da folia.
As mulheres decidiram confeccionar camisetas para formar o bloco que foi batizado com o nome de Associação Esportiva Cultural Carnavalesca Bloco do Dascuia, em homenagem ao Patrono Altamiro José dos Anjos.

A prefeitura de Florianópolis fez um concurso em 2006 de blocos carnavalescos, onde participaram do evento na passarela Nego Quirido 12 blocos.  O Dascuia já de inicio se destacou ficando com o vice-campeonato, o enredo foi “Na terra do Futebol e Samba o Bloco do Dascuia da Olé”, com 550 componentes já no primeiro desfile. Em quatro anos ganhou o vice-campeonato como bloco.

Nos outros anos foi só alegria, já com quase o dobro dos componentes e com muitas histórias para contar o bloco Dascuia, cresceu tanto que já tinha tamanho de escola.  O bloco venceu o Carnaval de 2011 com o enredo “Turismo na Ilha dos Manezinhos”, para alegria de todos os participantes. 
Hoje eles são uma nova realidade, de bloco viraram escola, isso por esforço e competência do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Dascuia.







Nenhum comentário:

Postar um comentário